Diretor de “Bonitinha, mas Ordinária” lança livro

Uma Corruíra na Varanda é uma seleção de crônicas publicadas pelo cineasta em diversos jornais mineiros

Braz Chediak, diretor de Navalha na Carne acaba de lançar, pela Editora Penalux, Uma Corruíra na Varanda. A obra é um relicário de memórias, histórias e pensamentos que conduz o leitor a velha encruzilhada: Onde começa a ficção e termina a realidade?

Uma Corruíra na Varanda - Autor
Braz Chediak, autor e cineasta

Crônicas reveladoras de um estilo tão pessoal e subjetivo como nos seus filmes, marcadas por um olhar amadurecido, retirando do cotidiano, preciosas lições de humanidade com a sua sensibilidade solidária e poética. Nada escapa à sua observação. Desde os diálogos que reproduz com a secura e o naturalismo de Nelson Rodrigues, à apaixonada narrativa do  flâneur  João do Rio de A alma encantadora das ruas. Com o mesmo senso de humor dos mineiros Fernando Sabino e Otto Lara Resende”, conclui Luiz Carlos Lacerda.

Luiz Carlos Lacerta, que assina a orelha do livro, também afirma que Chediak sempre foi um precursor em tudo. Ele também foi responsável por levar às telas peças inquietantes de Nelson Rodrigues: Perdoa-me por me traíres, Álbum de Família e Bonitinha, mas ordinária, um dos maiores sucessos do cinema brasileiro de seu tempo.

Uma Corruíra na Varanda é para ler sem pressa, como se estivéssemos diante de uma exposição de afetos.

Uma Corruíra na Varanda – Braz Chediak

Uma Corruira na VarandaEditora: Penalux
Páginas: 186 p.
Tamanho: 14 x 21 cm
Valor: R$ 35
Compre aqui: http://bit.ly/corruira_na_varanda_leia

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *