Resenha: Dois Lados, Duas Vidas – Karen Alvares

A dor da perda é uma cicatriz tão profunda que vai além da vida. Dois Lados, Duas vidas, trás dois contos de Karen Alvares, com histórias dos personagens de Alameda dos Pesadelos.

Conheci Vivian e Gabriel este ano, quando li Alameda dos Pesadelos – De longe o meu livro predileto de 2017 (que nem acabou ainda). Lá vimos quão complicado foi o relacionamento dos dois e quanto foi difícil perdoar um ao outro e a si mesmos.  Em Dois Lados, Duas Vidas, Karen Alvares nos presenteia com dois lindos contos, onde participamos de outros momentos da vida dos dois.

O primeiro conto – Do Outro Lado – fala sobre a Vivian. Mas não a mesma de Alameda. Esta é a Vivi destemida, feliz, cheia de planos e completamente apaixonada por Joshua – seu primeiro amor. Os dois estão indo a praia predileta de Vivi. Um dia daqueles que fica na memória. Para Vivian, infelizmente, o dia não foi marcado apenas pela felicidade. O conto narra o último dia entre ela e Joshua. O dia do acidente. Karen escreve de uma forma que conseguimos captar toda a mudança da personagem. Da Vivi feliz e cheia de planos, para a Vivian perdida e vazia de Alameda.

A morte não vem quando a gente quer – Você disse sombriamente e eu jamais esquecerei aquelas palavras. – A morte tem seu próprio tempo. Ela se diverte preparando surpresas macabras. – Posição 271

Do Outro Lado também mostra um pouco mais de Joshua (Aquele que conhecemos tão pouco em Alameda, mas já consideramos pacas). Um cara apaixonado, cheio de planos e também muito profundo. Um jovem que cedo perdeu seu pai (e de certa forma, também perdeu sua mãe, que deixou de ter gosto pela vida), mas que mesmo assim “conseguiu encontrar a vida após a morte“.

Você disse “olha dos dois aqui e isso é felicidade de novo, Vivi. De um jeito diferente, mas é”. Você disse que as coisas mudavam depois que algo assim acontecia. Você disse que nem sempre as pessoas entendiam isso, e senti que você esperava de todo coração que eu entendesse. Desculpe se não entendi naquele dia, Joshua. Agora eu entendo. – Posição 288

Do Outro Lado, é  uma verdadeira carta de despedida. Carregada de lembranças, tristeza e angústia. Um texto emocionante que toca no fundo do peito, principalmente se você já perdeu alguém. Impossível não se emocionar.

Engraçado como a nossa vida se transforma em lembranças depois de um tempo, você não acha?

No final, só restam lembranças. O passado que não existe mais, que já foi. – Posição 90

E aí temos Deste Lado. Um conto curtíssimo (sim, queria mais!) sobre Gabriel. Do acidente onde perdeu a vida, até seu acordo com a Rainha, com uma pitada da história entre Alexandra e Emanuel. É interessante poder comparar o amor de Emanuel / Gabriel por elas e perceber como é distorcido. Um amor possessivo e cego, onde ninguém acaba bem.

Você começou a discutir comigo e dizer bobagens, como naquele dia em que disse que as mulheres deveriam estudar. Estudar, uma mulher, onde já se viu, imagine o estrago que faria uma médica, por exemplo? Você mereceu a surra que levou Alexandra. Mas nem isso acabou com suas ideias. – Posição 510

Em Alameda – pelo menos pra mim – ficou impossível sentir carisma por Gabriel e Deste Lado não ajudou muito. Por isso queria mais. Quem sabe quando Alexandra ainda era apaixonado por ele. Quando se conheceram. Eu tentei – juro – mas não consigo ter nenhum carinho por Gabriel e muito menos por Emanuel.

Para aqueles que não leram Alameda dos Pesadelos, não tem problema nenhum começar por Dois Lados, Duas vidas. Um não dá spoilers sobre o outro, com uma leitura rápida é tão prazerosa quanto de Alameda. Preparem os lencinhos, Karen Alvares, mais uma vez (ou pela primeira) vai te levar às lágrimas .

 

Dois Lados, Duas Vidas – Karen Alvares

Dois Lados, Duas Vidas - Capa

Editora: Independente
Gênero: Contos/Drama
Formato: E-book
Páginas: 47
Ano de Lançamento: 2016
ASIN: B00VP6C3FS
Compre Aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *