Capa - Tempo Justo

Depois de romances premiados, João Anzanello Carrascoza retorna com coletânea de contos

O menino, o irmão, o adolescente, o filho casado, o avô. Quase todas as idades estão representadas nos 16 contos que compõem o livro Tempo Justo, do premiado escritor João Anzanello Carrascoza.

No livro, o autor expõem sentimentos que os motivam nossas relações afetivas. Afinal separações e perdas sempre fazem pensar de como deveria ter sido. Os contos propõem uma reflexão sobre a rapidez com que a vida passa e o desejo humano de permanência.

Contos - João Anzanello Carrascoza
João Anzanello Carrascoza

Narrado em primeira pessoa Tempo Justo trás contos como “Outro Mar”, onde o mais velho dos irmãos observa o comportamento de sua família; Em “Entreposto” o caçula acompanha o trabalho do pai ao carregar o caminhão no depósito de cereais; e em “Retrato” o filho único faz o papel de escudeiro em visita à avó.

A figura feminina aparece em quase todos os contos: a mãe, a irmã, a avó, a nora, a filha, a mulher grávida, a namorada. Em dois casos, João Anzanello Carrascoza, presta forte homenagem a elas. Em “Irmã”, o texto perde a estrutura narrativa convencional e reverencia o laço fraterno. Já em “Balanço”, Carrascoza retoma a placidez na voz do senhor que descansa, ao lado dos filhos maduros, enquanto reflete sobre a vida ao som do burburinho alegre da mulher, filhas, nora e neta.

Tempo Justo oferece ao leitor 16 contos de puro lirismo, numa reflexão sobre como afeto é capaz de tornar momentos simples em especiais. E reafirma o vigor de um dos grandes contistas brasileiros de nossos tempos.

Tempo Justo – João Anzanello Carrascoza

Editora: SM
Formato: 13 x 19 cm
Páginas: 88
ISBN: 978-85-418-1517-8
Compre aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *