Os Demônios existem e os Warren te explicam como não encontrar com eles

Ed & Lorraine Warren: Demonologistas” de Gerald Brittle, editado pela DarkSide Books, é muito mais que um livro. É um guia de sobrevivência para viver num mundo onde o oculto é assunto sério. Muito sério.

Se você já viu “Invocação do Mal”, viu o filme ou leu alguma coisa sobre Amytiville, ou mesmo gosta do assunto fantasmas, exorcismos e afins, já deve ter ouvido falar sobre Ed e Lorraine Warren. Fisicamente eles são um pouco diferentes dos atores que os interpretam no cinema (Ed na vida real foi muito mais forte), mas através dos relatos contados no livro vemos que o amor entre os dois é bem próximo daquele. Ed sempre pensando no bem estar de Lorraine e ela na segurança dele.

Ed e Lorraine Warren - Demonologistas

Ed e Lorraine Warren passaram por experiências sobrenaturais na infância, em Connecticut. Tornaram-se namorados na época do colégio. No seu aniversário de 17 anos, Ed foi recrutado pela Marinha dos Estados Unidos para servir na Segunda Guerra Mundial. Alguns meses depois, seu navio afundou, no Atlântico Norte e ele foi um dos poucos sobreviventes. Logo após, Ed e Lorraine casaram-se e tiveram uma filha.

Através de depoimentos do casal, Gerard Brittle conta um pouco do corrido cotidiano do casal no auge  de sua carreira nos anos 60, detalhes sobre diversos casos e dicas (se é que eu posso chamar assim) para você não se meter com o demônio. Esse, aliás, é um assunto bem corriqueiro ao longo das 268 paginas (afinal estamos falando de demonologistas), Ed e Lorraine falam da importância de todos saberem da existência do mal e de como é importante não deixar ele entrar em nossas vidas.Ed e Lorraine Warren - Demonologistas

Um dos primeiros casos contados no livro e que se tornou um grande sucesso no cinema é Annabelle. A bonequinha é muito mais fofa que aquela assustadora do cinema. Alias, tão fofa que fiquei tentada a coloca-la no porta-retratos (mas depois de ler o livro achei melhor não). O que eu posso dizer… Annabelle foi tão assustadora na vida real quanto na ficção, mas segundo o livro o caso foi um pouco mais fácil que no cinema. Mas só de pensar numa bonequinha tentando te enforcar já dá arrepios.

Outro caso que merece destaque é sobre um homem que usava um espelho para praticar um ritual medieval. Steven Zellner, via o futuro, causava mal a quem lhe incomodava (perguntava quem era mais bonito do que ele) até que o demônio veio cobrar a sua parte e tornou a vida do cara um inferno. Zellner entrou em contato com os Warren que conseguiram ajuda-lo e de quebra levaram o espelho para o porão de sua casa, que se tornou o The Warrens Occult Museum, a única instituição do mundo dedicada a coletar e expor conteúdos com a temática paranormal. Lá é a casa da Annabelle e de muitos outros objetos sitados no livro. O museu, alias, já foi matéria do Fantástico e eu vou deixar o link aqui em baixo.

O livro conta ainda casos assuntadores como o da família Beckford, que começou claro por causa de um tabuleiro Ouija e uma jovem solitária. Essa brincadeira inocente quase fez uma família enlouquecer, sua casa foi completamente destruída (chegou a chover pedras na residência), sem contar as pancadas pela parede, objetos extremamente pesados flutuando, portas e outros pertences sumindo e aparecendo em outros lugares, roupas de cama, colchões, tapetes, quadros queimados, pneus de carro rasgados diversas vezes e uma intensa sensação de medo. Tudo isso por três meses, até que os Warren conseguissem a autorização para ao exorcismo da casa.

Ed e Lorraine Warren - Demonologistas

Para quem nunca passou por uma situação assustadora como deve ter sido pra essa família, pode até achar legal ter esse tipo de fenômeno em casa. Assumo que esse foi um dos casos mais interessantes do livro pra mim. Mas o que Ed e Lorrane faziam não era fácil, nem brincadeira. Enfrentar esse tipo de coisa e ainda colocar a cara à tapa dizendo para as pessoas na tv ou em palestras que o demônio é real não é para qualquer um. Por muitas vezes os dois colocaram sua vida em risco com o simples objetivo de ajudar o próximo e limpar o mundo das forças do mal.

“Ser um demonologista é algo que não se alardeia, entende, porque a própria palavra tente logo a deixar as pessoas paralisadas. Também não há motivo para alarmar as pessoas, em especial se estiverem de fato envolvidas em uma situação de atividade demoníaca e não saibam”. – Ed Warren

O caso Enfield, último do livro faz Amityville, na opinião do próprio Ed “parecer uma casa de brinquedo“. Por três anos uma família formada por uma mãe divorciada (de 50 anos), e os três filhos, duas garotas (de 15 e 12 anos) e um menino de 08 anos foram assombrados por vozes que literalmente não se calavam. Ao contrário dos Lutz de Amityville, essa família não tinha dinheiro para se mudar e não tinham mais a quem recorrer. Ed chegou a bater longos papos com essas vozes, alguns transcritos por Gerald Brittle no livro.

Ed Warren: Onde está a água benta, Fred?

V.: Eu a atirei para longe.

E.W.: Você a atirou para longe? Se você não trouxer aquela água benta de volta, vamos realizar um exorcismo em você!

V.: Rá, rá, rá.

E.W.: Você quer que eu traga um padre aqui?

V.: Sim, tudo bem? Traga-0 aqui. Vou dar um chute no traseiro dele.

E.W.: O que você diria se a Mãe bendita o mandasse ir embora, Fred?

V.: Eccaaa. Ugh

E.W.: Você sabe o que é isto, Fred? O que você está vendo?

V.: Ah… uma cruz

E.W.: É isso mesmo, uma cruz. Esta cruz siginifica que seus dias aqui estão contados.

V.: Vou cortar a cabeça de alguém.

E.W.: Da próxima vez que eu voltar aqui, Fred, é melhor que você tenha ido embora. Porque, da próxima vez que eu vier, vou trazer comigo um exorcista muito poderoso, alguém com quem você não vai querer se meter.

V.: [Há um longo intervalo.] Ed. Ed. Ed… Ed… Ed-ward.

E.W.: O que é Fred?

V.: Vamos brincar de Exorcista. Vá pegar a água benta…

Biografia não é meu tipo de livro, mas Ed & Lorraine Warren: Demonologistas vai muito além disto. Os textos são claros, existe uma narrativa boa de acompanhar e bom… o assunto obviamente é cativante. O livro é de fato um guia de como não chamar (mesmo que sem querer) o demônio para a sua vida e é um poço de inspiração para criar histórias de suspense e terror, assim como fizeram os criadores de Invocação do Mal. E para que você não corra riscos desde já, eu fiz um resumo de algumas dicas dos Warren: Não jogue o Jogo do Copo, Orija ou afins, tenha sempre um crucifixo, não brinque de demonologista e qualquer coisa corra para a igreja ou o tempo de sua religião e pessoa ajuda.

Capa - Ed E Lorraine Warren

Ed & Lorraine Warren: Demonologistas – Gerald Brittle

Editora: DarkSide®
Edição: 1a – Limited Edition (capa dura)
Especificações: 272 páginas
Dimensões:16 x 23 cm
Compre aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *