Bate-Papo com o autor Anderson Fonseca

Uma reunião de contos que abordam o impacto dos limites da ciência, da política e da religião na sociedade pós-moderna. Esse é o livro “Sr. Bergier & Outras Histórias” do autor Anderson Fonseca, escritor de ficção científica e fantasia, que o Dica do Leitor teve o prazer de trocar uma ideia.

“Sr Bergier & Outras Histórias” reúne nove contos com narrativas de histórias que misturam ficção e fantasia. A primeira fala de um cientista que consegue de maneira extraordinária retirar a sua própria imagem do espelho e materializá-la na frente de uma multidão de estudiosos. Porém, isso acarreta problemas para ele próprio. O livro ainda conta com histórias de suspense, ficção cientifica e sobre a importância da informação chegar de forma correta.

anderson-fonseca-fotocazuza

“Meus contos não são para qualquer tipo de leitor, mas para aquele que busca uma narrativa que o desafie a pensar, a investigar o que se oculta por trás dos símbolos.” – Anderson Fonseca

Acompanhe agora na íntegra esse bate-papo:

DICA DO LEITOR: Anderson, conta um um pouco sobre o Sr. Bergier pra nós. Ele deve ser especial para ter ganhado o título do livro.
ANDERSON FONSECA:O Sr. Bergier é a história de um suposto fracasso científico. O cientista procura tirar sua imagem do espelho e consegue, ela sai do espelho ao seu encontro, mas ele é visto por todos como charlatão. O sucesso vem de forma estranha, quando a imagem passa a viver com ele. Isso pode ser até sua destruição, mas aceitar é reconhecer-se vitorioso. Nem sempre nos satisfazemos com o bem, às vezes o mal que geramos sobre nós mesmos é o efeito de uma conquista. Um exemplo da vitória humana é a bomba de hidrogênio que devastou Hiroshima e Nagasaki, o sucesso dela é marcado pela própria morte.

 Jacquie Bergier foi um dos últimos alquimistas do século XX e um dos divulgadores do realismo fantástico na França. Sua contribuição foi grande com a ficcionalidade, tanto que hoje ainda se lê sua obra “O despertar dos mágicos”, como um livro fantástico. Ele é o personagem principal do conto que intitula o livro. O Sr. Bergier é um cientista ousado que consegue retirar a própria imagem do espelho e com ela vai viver, mas a cada dia que passa, algo de extraordinário acontece colocando sua existência em risco. O tema desse conto é o duplo, um tema tão caro ao realismo fantástico.

 
DICA DO LEITOR: Além de fantasia, o livro também tem contos de terror, certo? Quais outros gêneros o leitor pode encontrar?
ANDERSON FONSECA: Sim, “O presente de Evaristo”, um conto de um homem desfigurado que cria corvos e se vinga cidade. É um terror clássico, remetendo aos filmes que eu assistia quando mais novo, como os de Hitchcock e de Tim Burton. Mas, além dele, há ficção científica como, “A máquina”, que aborda os problemas da viagem no tempo, e “New York Times”, que aborda um problema básico da informação no mundo capitalista. Há também um poético, “Pétala”, que fecha a obra.

DICA DO LEITOR: Para você qual tipo de leitor vai ser atraído para o “Sr. Bergier & Outras Histórias”?
ANDERSON FONSECA: Quem gosta de histórias mirabolantes que trabalham várias áreas da ciência e da filosofia, e que, sobretudo, buscam contos que os façam indagar a respeito do mundo. Meus contos não são para qualquer tipo de leitor, mas para aquele que busca uma narrativa que o desafie a pensar, a investigar o que se oculta por trás dos símbolos.

DICA DO LEITOR: Tem algum conto que você gosta mais ou que vai ter mais destaque entre os leitores?
ANDERSON FONSECA: Há dois contos que gosto muito, porque foram desafiadores: “The New York Times”, cujo tema é a informação como regra do sistema capitalista. Gosto desse conto porque foi desafiador fazer uma descrição gradativa descendente, da visão de um prédio para os homens de baixo, sem perder a crítica velada na narração. E o conto, “O presente de Evaristo”, porque é também desafiador criar uma história com suspense, deixando a surpresa para o final. Prender olhos e ouvidos a um narrativa não é simples.  Outro é, “Proibido Mentir”, porque fiz uma investigação linguística a respeito das gírias que existem e do movimento científico que se torna cada vez mais popular graças às mídias, aí criei alguns neologismos como reflexo desse movimento no futuro; mas este não se encontra no livro, e sim, na antologia Cobain. Esse conto, por exemplo, é a história de um escritor que tem sua mente ligada a uma internet mental, onde todos partilham suas lembranças e emoções, e ele sem perceber escreve uma história em que uma mulher é morta, e partilha isso na rede com várias outras mentes como se fosse real, como se ele fosse o assassino. A polícia descobre e o prende, e agora ele precisa se defender diante do juiz, ele precisa provar que era uma ficção, que não era real. Mas como diferenciar realidade de ficção na mente?

DICA DO LEITOR: Alias, de onde veio a inspiração para essas histórias incríveis?
ANDERSON FONSECA: Eu leio muito sobre ciência e tenho a mania de criar problemas de lógica para eu mesmo resolver. Cada conto que escrevo, precisa ser um problema de lógica mirabolante, que o meu personagem ou a história por si resolva. Daí meu costume de ler revistas de divulgação científica e livros de filosofia e ciência; leio mais eles do que literatura.

DICA DO LEITOR: Esse é o seu segundo livro autoral com o formato de contos. O que te atrai para esse formato?
ANDERSON FONSECA: Gosto dos contos como um matemático gosta de axiomas, são curtos e simples e cativam o pensamento. Mas, talvez também, por uma preguiça natural para escrever romances. Geralmente, meus livros contêm poucos contos com um número de páginas que não passa de 100 com o formato de bolso, para que o leitor leia em poucas horas e se divirta com o que lê.

DICA DO LEITOR: Falando nisso, sabemos que você já está trabalhando em uma Novela Adulto-Juvenil. Dá pra adiantar o que vem por aí?
ANDERSON FONSECA: Claro, é uma ficção científica que se passa num futuro não muito distante. A história é de um agência secreta não-governamental que foi criada com o objetivo de caçar serial-killers. Que tipo de assassinos eles caçam, eu já não posso revelar. Mas tem uma coisa bacana, o livro terá dois formatos, um em história em quadrinhos, desenhada por Ciro Gonçalves, e outra em prosa para que o leitor opte. Os dois formatos serão em e-book, na primeira edição, depois impressos. Imagine uma narrativa cheia de ação, explosões, luta, drama, violência, discussão filosófica, com personagens cativantes, esse é o universo que criamos e que pretendemos que se torne um trilogia. Nossa intenção é publicar no inicio do próximo ano.

DICA DO LEITOR: Então, só nos resta aguardar, ansiosos, por essa nova publicação. Anderson muito obrigada pela entrevista e por ajudar a engrandecer ainda mais a literatura brasileira.
ANDERSON FONSECA: Obrigado vocês pelo convite e sucesso para nós.


sr-bergier-capa

Sr. Bergier & Outras Histórias – Anderson Fonseca

Editora: Penalux
Gênero: Contos
Formato: 12X18
Páginas:  88 | Pólen Bold 90gr
Preço: R$32,00

Compre Aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *