Caçadores de Trolls

Quem nunca leu um livro e falou “Isso daria um bom filme“? Imagine então se ele for escrito por cineastas. Caçadores de Trolls é uma história escrita por Daniel Kraus e Guillhermo Del Toro. E só esse último nome já diz muita coisa sobre essa história. Fantasia e suspense recheada de criaturas, bem ao estilo Del Toro (que a gente pira).

O livro conta a história de Jim Sturges Jr. II, o típico adolescente com um L (de Loser) bem grande na testa. Jim mora em San Bernardino, tem um pai super protetor que é assombrado pelo desaparecimento do irmão mais velho, um melhor e único amigo gordinho e desajeitado, é apaixonado por uma menina que mal sabe que ele existe, sofre bulling, é péssimo em matemática e pra completar ainda é baixinho. Mas, tirando sua baixa estatura, tudo muda quando ele conhece a um grupo improvável de heróis e um mundo subterrâneo que ele não tinha ideia. Jim é arrastado para as profundezas para ser um caçador de Troll.

blog-graphic-4

Não sei se foi por que o livro que li antes (Terra Morta) era acelerado, mas pra mim Caçadores de Trolls começa com um ritmo lento. Del Toro e Kraus descrevem em detalhes a vida de “perdedor” de Jim e o quanto seu pai ficou perturbado após o sumiço do irmão mais velho. Mas aos poucos percebi que isso tinha um motivo. A vida do adolescente muda por completo e se não tivéssemos a real ideia de como ela era antes, talvez a mudança não tivesse tanto impacto. Mas também não imaginem que esse mergulho no desconhecido é eterno. Ele não passa a viver no subsolo, pelo contrario. Jim continua com seus problemas de adolescentes (provas de matemáticas, garotas e pai) enquanto tem que destruir moéler, corações e vesículas de Troll. E ele merece um prêmio por conseguir manter (de certa forma) as duas vidas distintas coexistindo.

Enormes braços se destacaram do concreto, ajeitando o peso do corpo ali pendurado. Algo do tamanho de um pedregulho – uma cabeça – girou revelando olhos alaranjados como fogo. A criatura inspirou fundo, e foi como se toda aquela área sob a ponte tremesse. Então a criatura expirou, e o corpo de Jim foi soprado para trás pela força do ar pútrido exalado.

Os Trolls merecem um comentário a parte. Porque não é só um universo criado em volta deles (não… só um universo não basta). E não são apenas criaturas grandes e feias. Cada uma delas tem suas características próprias, pensamentos, vícios, manias e histórias. Essas criaturas, alias levam muito a sério o seu passado glorioso. Eu não vou contar os detalhes da história (até porque, aqui no DL não tem spoiler) mas se você gosta de aventuras e adora criaturas e mundos fantásticos no melhor estilo Del Toro, leia Caçadores de Trolls. Depois disso você vai olhar com outros olhos o mundo subterrâneo e talvez não tenha mais tanto medo do Bicho Papão que te atormentava todas as noites na infância.

E como estamos falando de Del Toro, não poderia ser diferente, claro que em breve tem adaptação audiovisual da história. Em Dezembro de 2016 vai ter animação baseada em Caçadores de Trolls no Netflix. Nem preciso dizer que estou ansiosa para ver Jim numa história seriada.

Alias, quer caçar Trolls? Então dá uma olhada no site da Editora Intrínseca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *